História da Gororoba

Eu ouço falar de gororoba desde quando eu me entendo por gente.

Quando todo mundo em casa estava cansado para fazer algo espetacular para se comer, ia a gororoba mesmo.

Falam que a gororoba é o prato das famílias menos favorecidas do Brasil, pode até ser verdade, mas eu discordo. Em casa a gororoba é quase uma tradição: Da minha avó para minha mãe, da minha mãe para mim e com certeza futuramente para os meus filhos. Afinal é um prato muito rico, mistura os 3 ingredientes mais apreciados do Brasil: Arroz, feijão e ovo.

Arroz: É de origem asiática. De fácil digestão e muito nutritivo, o arroz possui carboidratos e vitamina B1. No preparado, sendo misturado ao alho, cebola ou ervas, as propriedades nutritivas dele, só aumentam.

Feijão: Como todo mundo sabe, eu imagino, o feijão é rico em ferro, mas também em potássio, fósforo e cálcio. Existem vários tipos de feijão: O carioquinha, preto, branco, verde, bolinha, rajado,  de corda…Cada um para um prato específico. Quem não gosta de uma feijoada com aquele feijão preto ? Ou uma salada com feijão verde ? O carioquinha também tem o seu valor no nosso dia-a-dia. Ele possui uma grande quantidade de fibras,

Ovo: Tão pequeno, tão gostoso e tão completo, esse é o ovo nosso de cada dia. Eu amo ovo. Omelete, frito, mexido, poche, sozinho, acompanhado…No pão então, nem se fala.  Ele tem as proteínas mais completas, e possui também gorduras, vitaminas e minerais. A gema possui mais vitaminas do que a clara. E o ideal é consumir no máximo de 2 a 3 ovos por semana. Não mais que isso, pois tudo em excesso faz mal.

A teoria da história da gororoba é que um certo senhor francês, cozinheiro, chamado  Le Conde de Gororó, infelizmente ao  se separar da sua esposa milionária, entrou em depressão e teve que começar a trabalhar. Foi então que ele começou a trabalhar de peão-de-obra e seus patrões não davam o famoso VR (vale-refeição pro coitado). Como a criatividade nasce da necessidade, o Conde criou uma mistura capaz de encher o estômago, dando a impressão de estar muito bem alimentado. E sim, comendo tudo isso ele estava muito bem nutrido. Quando ele se deu conta do resultado da sua obra de arte, ele nomeou de Le Gororobê, popularmente conhecida no Brasil como GOROROBA.

Tadinho do Conde né ?

O prato na verdade não  consiste apenas em ARROZ, FEIJÃO E OVO, a ideia é colocar tudo  o que você tem disponível e pronto na geladeira. Em casa, não há uma criança que não goste. Você pode enfeitar a sua gororoba, dando um ar mais gourmet a ela, afinal se come com os olhos antes de comer com a boca.

Com todas essas informações, agora eu pergunto:

COMO NÃO AMAR GOROROBA ???

Invente a sua!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s