TIPOS DE ÓLEOS: QUAL USAR ?

 

Óleo de coco, óleo de girassol, óleo de canola, óleo de milho, manteiga ou margarina… Qual o melhor ? Aonde usar ? Como usar ?

Quem nunca teve alguma dessas dúvidas ?

Vim te ajudar a esclarece-las!

Vamos lá ?

ÓLEO DE GIRASSOL: Os benefícios desse óleo são especialmente para as células do nosso organismo, pois ele é rico em vitamina E. Além de ser um excelente antioxidante. Mas fique alerta, ele é um óleo muito calórico, para comer nas saladas o recomendável é consumir apenas  2 colheres de sopa.
Na cozinha, ele é perfeito para frituras  de carnes e peixes, já nos molhos e temperos seu sabor costuma sobressair . Em relação a outros óleos ele é mais resistente, sendo possível aquece-lo até 200ºC.

 

ÓLEO DE MILHO: Ele é rico em ômega 6, que é ótimo para o funcionamento do organismo e possui também quantidades significativas de vitamina E. Esse óleo não deve ser submetido a temperaturas altas e nem usado em saladas. O ideal mesmo é usa-lo em receitas de doces, bolos e massas.

 

ÓLEO DE SOJA:  O óleo de soja que usamos na cozinha é refinado e por conta disso acaba perdendo a maioria de suas propriedades benéficas. É o tipo de óleo mais indicado para frituras(não tem o melhor sabor), pois não perde suas poucas propriedades que lhe restam ao ser aquecido. Ele contem ômega 3 e 6, mesmo assim não recomendável consumi-lo em saladas por exemplo. Esse é o óleo mais em conta nos nossos supermercados, deu pra notar por que né ?!

 

ÓLEO DE CANOLA: Esse óleo é a opção perfeita  para quem quer evitar problemas cardiovasculares, além de ser riquíssimo em omega 3, ácido graxo essencial para o nosso organismo pois reduz o mau colesterol e aumenta o bom. Ele não é muito popular na mesa do brasileiro por causa do seu valor no mercado, porém sendo ainda mais em conta que o azeite de oliva. Ele possui 58% de gordura monoinsaturada, a mesma gordura que existe no azeite. Pode ser aquecido até 180ºc.

 

AZEITE: Ah o azeite! Confesso que é o meu queridinho, me ganha no perfume e no sabor. Ele é rico em gorduras monoinsaturadas, como disse anteriormente, que são  essenciais para a redução do mau colesterol. Possui também vitaminas E e K.  Esse óleo protege o coração,  o cérebro, ajuda a emagrecer,  diminui o risco de câncer, combate a osteoporose, diminui as dores crônicas e ainda por cima combate e evita o diabetes, tá bom ou quer mais ?!
Na cozinha não é indicado para frituras pesadas, pois suas propriedades se perdem. O ideal mesmo é usa-lo para refogar, assar, cozinhar e em preparações frias.  Nada como um bom azeite na salada!

 

ÓLEO DE COCO: O óleo de coco é quase um santo! Os benefícios desse óleo vão desde do emagrecimento até o fortalecimento do imunológico, além de melhorar o colesterol, regular o funcionamento da tireoide. Esse óleo possui o gosto da fruta, por isso quem não gosta, pode não amar muito usa-lo. Na cozinha ele é super resistente ao calor, mais resistente até que o óleo de soja. Você pode usa-lo para untar panelas, fazer bolos,  frituras, refogados, molhos e preparações. Caso queira usar na saladinha, misture com azeite, pois em temperatura ambiente ele se solidifica.

 

ÓLEO DE LINHAÇA: Se o óleo de coco é o santo, o óleo de linhaça é a santa! Os benefícios dele são  tão incríveis, que se eu for descrever todos, ficarei falando somente dele. Ele é conhecido por ser riquíssimo em ômega 3. Ele ajuda a diminuir a inflamação causado por lúpus e gota, trata a acne, eczema, psoríase, queimaduras e rosáceas, promove cabelos e unhas lindos e saudáveis, reduz o risco de câncer e efeitos do envelhecimento, trata sintomas da menopausa, cólicas menstruais, próstata… Perfeito, não !? Na cozinha o ideal é usa-lo frio, em molhos para saladas por exemplo.

 

ÓLEO DE PALMA OU AZEITE DE DENDÊ: O queridinho baiano tem seus benefícios.  Quando consumido cru  em saladas, possui altos níveis de vitamina A, que melhoram a saúde  dos olhos, da pele e dos órgãos reprodutores. ALERTA! Não deve ser consumido mais que uma colher de sopa, pois ele possui muitas calorias e fazem aumentar o colesterol. Ele é muito utilizado para frituras, como a do acarajé e para dar cor as moquecas de peixe e frutos do mar.

 

MARGARINA: De origem vegetal,  é rica em vitamina A, D e E. Não possui colesterol, nem gorduras hidrogenadas.  A OMS recomenda usar margarina ao invés de manteiga. A margarina é a nossa queridinha do dia-a-dia,  sendo desde o lanchinho, doces e até aos refogados.

 

MANTEIGA: De origem animal,  a manteiga possui  vitamina A, D e E assim como a margarina, além de também possuir grandes quantidades de iodo e SÓDIO. Pessoas com restrição de sódio, com altos níveis de colesterol e  que querem emagrecer, devem evita-la. Há quem prefira usar manteiga à margarina. Na cozinha, ela pode ser usada na massa de empadas, bolos, refogados e frituras.

 

 

 

A disputa entre margarina e manteiga é histórica, uns defendem outros criticam. Há quem diga que um faz mais mal que a outra, a regra é sempre consumir aquilo que nos faz bem e em quantidades moderadas. A regra da vovó vale eternamente, tudo em excesso faz mal, até amor.

Vale ressaltar amados leitores, que essa listagem é mais para auxiliar na cozinha do que numa dieta nutricional.

 

Dúvidas de qual gordura usar no seu dia-a-dia ou qual é a melhor para usar como método paliativo para alguma enfermidade converse com seu médico, ele saberá lhe orientar de acordo com a sua necessidade, ok ?

 

Vamos cozinhar gororobinhas! 

 

 

 

Fontes:

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s